[FIC] Diário de Bordo

Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Dom 11 Abr 2010, 20:32

Só queria dizer que essa é a 1ª fic que escrevo logo se tiver alguma coisa errada no topico por favor me digam...


Sinopse:A desligada Mirela Farzoni tem uma vida, digamos, nem um pouco convencional. Os pais, renomados arqueólogos brasileiros, morreram quando ela tinha doze anos. Desde então ela vive viajando pelo mundo com o exótico irmão( que apesar de descendente de italianos é um francófilo assumido) em um Iate do Greenpeace. Mas tudo está ameaçado a mudar novamente quando Carlo, seu irmão, conhece Ana uma carioca que o deixa encantado. Fazendo com que abandone o cargo no Greenpeace e mude-se para o Rio. Se não bastasse agora ele estar disposto a “ter a antiga vida de volta”. O problema é que isso causará muitas reviravoltas na vida de sua pequena irmã que não esperava reencontrar os fantasmas do passado.
Amigos que nunca foram tão amigos e inimigos que agora parecem mais amigos. Tudo pode acontecer com a desligada Mirela até mesmo encarar o passado e escolher o melhor para o seu futuro.

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Dom 11 Abr 2010, 20:34

Rio de Janeiro, primeiro dia casa (barco).

- Mirela. Mirela acorda!

- Hã?... Que é Carlo?

-Levanta, chegamos

-Chegamos, onde?!

-Como onde, garota? Rio de Janeiro Mi.

- Rio?A gente vai chegar só de noite, são seis horas de Serra Leo e olha ainda é de tarde. Sinto muito ter que falar, mas acho que você se perdeu. – disse fazendo minha melhor cara de decepcionada.

- Me perdi uma ova, garota. É o fuso horário, acho que você nunca vai se acostumar com isso Mi.

-Você sabe que não gosto que me chame de Mi.

- Pensei que você não gostasse de miragem

-Não gosto de nenhum dos dois.

-Tudo bem vai, agora levanta a gente tem que se encontrar com a Ana.

- Mas tipo agora?! Nós acabamos de chegar. – respondi fazendo beicinho.

- É agora, lembra de quem foi à culpa do atraso em Lisboa, perdemos dois dias.

- Ta certo. Ok, já entendi. Espera aí que eu vou me trocar.

E essa foi a minha fantástica chegada ao Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa, já faz um tempo desde que eu deixei o Brasil, mas isso é passado, eu voltei, mesmo que contra a minha vontade, mas acho que vai dar tudo certo, tomara... Já devia ter me trocado, mas estou escrevendo, não é a toa que me chamam bem o Carlo me chama, de miragem. Segundo ele pra mim tudo é um sonho eu meio que sou desligada, mas de quem foi a idéia de viajar pelo mundo dentro de um barco a mercê das ondas, ein? Ele nunca lembra quando está me dando bronca. Droga. Foi assim que eu me atrasei em Lisboa. Eu e essa mania de escrever em banheiro, já to atrasada de novo e o Carlo, não para de gritar no convés.

Rio de Janeiro, ainda primeiro dia, no banheiro do restaurante Francês onde o Carlo inventou de se encontrar com a Ana.

Droga, odeio comida francesa. Parece que eles se preocupam mais com a beleza do prato do que com a própria comida. Vocês não sabem o que eu passei Cherbourg, pra quem não sabe Cherbourg é uma cidade do norte da frança onde só servem comida francesa e onde eu tive que passar dois dias por que o idiota do meu irmão tem uma atração irritante pela França. Voltando ao assunto, aqui estou eu no banheiro desse restaurante, até que o banheiro é legal tem umas pias de mármore e umas obras de arte por todo canto (até dentro das cabines, sinceramente será que alguém as analisa enquanto usa o vaso? Acho que não) estou aqui por que como eu já disse não suporto comida francesa então em uma manobra inteligente, vim pra cá com o objetivo de jogar toda essa comida horrível fora e também deixar o “casalzinho” um pouco as sós. Tava pensando em fugir, mas acho que não é uma boa idéia faz tempo que não ando por aqui não devo conhecer nada da cidade.

-Mirela, Mirela vocês está bem?

-Tô!

A Ana tava me chamava, provavelmente a mando do meu querido irmãozinho. Ele devia estar desconfiando, e com motivos, de que eu estava armando alguma coisa, mas que droga não se tem privacidade nem no banheiro.


Rio, primeiro dia, quase segundo, na verdade são 24h48min.

Vocês devem se perguntar o que eu faço acordada há essa hora e eu respondo: Fuso Horário. Maldito fuso horário que embaralha tudo. Já é essa hora e eu estou tão acordada como se ainda estivesse de tarde, mas não está e isso me irrita. Por isso que eu escrevo. Puxa, eu sou mesmo viciada. Faz um tempo que a gente chegou daquele jantar hiper chato e como eu não comi nada estou morrendo de fome, acho que quando acabar de escrever vou pegar umas batatas, tomara que Carlo não descubra se não eu to ferrada, esqueci de falar onde estou. Bem eu estou o banheiro do barco, não sei por que, mas dessa vez o Carlo decidiu passar a noite no barco não que eu não goste é legal, mas o balanço às vezes é chato. Droga. Tenho que ir dormir amanhã é terça e parece que as aulas começam em Janeiro aqui, na verdade devem ter começado ontem (atraso de Lisboa). Amanhã tenho que ir pra aula deve ser legal ir pra escola faz tempo que eu não vou à última vez foi na Inglaterra e mesmo assim só fui por dois meses, meu irmão inventou outra viagem. Não sei como são as escolas daqui, mas acho que não é muito diferente.

-Mirela vai dormir!

O Carlo tá gritando a todo instante. Mais que lindo, já é terça feira, ainda bem que o meu português é bom. Pelo menos dessa vez não vou pagar mico trocando as palavras na escola. Sério, momento King Kong da vida, mas deixa pra lá.



por favor comentem .....

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  [ADM] Akira em Dom 11 Abr 2010, 20:53

Olha , Olha , a primeira fic que nao eh de um dos Moderadores XD
Bia até agora sua fic ta muito boa. Numca tinha lido esse jeito de narra , achei otimo.
Ah , outra coisa SEJA BEM VINDA XD
Passe depois no topico de apresentaçoes e da um oi pro pessoal , é sempre bom ^^
Continue escrevendo hein...
bjs
[ADM] Akira
[ADM] Akira
Admin
Admin

Mensagens : 29
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/04/2010
Idade : 26

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  [WM] Morgado em Dom 11 Abr 2010, 21:25

Sinceramente...Gostei bastante..
Um jeito intrigante de escrever que eu não sou muito acostumado a ver.
mas muito interessante.
Continue escrevendo^^.....eu com certeza vou acompanhar^^
[WM] Morgado
[WM] Morgado
Admin
Admin

Mensagens : 145
Reputação : 4
Data de inscrição : 11/04/2010
Idade : 28
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  ThaYuu em Ter 13 Abr 2010, 17:34

Nossa Bia! Muito boa a sua fic! Adoro narrações ^^ (apesar de que costumo escrever apenas descritivas - uma vez eu fiz narração u.u') eu também vou acompanhar sua fic²! contnua logo ~^^~
ThaYuu
ThaYuu
Membro
Membro

Mensagens : 25
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/04/2010
Idade : 24
Localização : Boa Vista

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  tupacrao em Qua 14 Abr 2010, 16:30

Da hora ja acompanho esse fic na comu do orkut
tupacrao
tupacrao
Membro
Membro

Mensagens : 18
Reputação : 2
Data de inscrição : 14/04/2010
Idade : 31
Localização : Sampa City

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Sex 16 Abr 2010, 19:11

ow genteee amei os coments*pulando de alegria* Very Happy

primeiro eu queria agradecer, por que essa foi a primeira vez que mais de duas pessoas comentaram em uma fic minha
e segundo eu queria pedir MIIIIIIIIIIIL desculpas por que eu não postei nada essas dias( minha net bugou*chora*)

mas eu vou continuar hj msm
e novamente quem for lendo por favor comente afinal ninguem gosta de leitor fantasma...

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Sex 16 Abr 2010, 19:13

Rio, segundo dia, banheiro da escola

Definitivamente eu estava enganada, as escolas brasileiras são to-tal-men-te diferentes das inglesas. Pra começar que coisas mais antiquadas é o uso de uniforme, qual é pra que isso? Depois cadê os armários e os corredores agitados, nem tem corredor aqui, sinceramente não sei como os adolescentes brasileiros sobrevivem nesse tipo de escola e esse é só o primeiro tempo.
My God!
Pelo o que percebi a hierarquia escolar existe nos mais distintos lugares do mundo. Quando chegamos eu e Sarah (filha da Ana que eu só vim conhecer hoje, por que ontem ela estava muito ocupada fazendo sei lá o que) demos de cara com umas garotas as quais eu logo percebi eram as ‘’manda-chuvas’’ da área. Elas foram bem mais “educadas” do que foram as de Londres, tentaram até fazer algum comentário maldoso, mas foram interrompidas por um garoto lindo, maravilho tudo de bom. Incrível como esse tipo de garoto existe em todo e qualquer lugar, não vou dizer que me apaixonei de cara (seriai clichê demais). Mas posso dizer que me encantei bastante, principalmente com o jeito que ele nos defendeu daquela garota mimada e insensível. O sinal está tocando, não vou agora, política minha. Aluna nova se quer chegar chegando, não pode ser pontual ninguém nota em gente pontual, não que eu não queira ser pontual odiaria isso, mas também é uma tática na maioria das vezes dispensa as apresentações humilhantes, vai por mim apresentação nunca é legal, acho melhor eu ir, está ficando tarde. Já são Sete e meia!

Rio de janeiro, ainda segundo dia, banheiro feminino segundo andar

Droga!Droga!Droga!Lembra da minha tática pra evitar apresentações, pois é não funcionou, e lembra que eu disse que apresentações são sempre humilhantes, nisso eu estava certa.
Quando bati na porta da sala fui recebida por um barulho incomum, qual é era aula de física todo mundo odeia física, pelo menos os normais. Quero dizer os que não são NERDS, mas o barulho não era de desordem era como se todo mundo estivesse se... divertindo. Mas se divertir na aula de física? Só no Brasil que isso é possível, bom continuando. Quando entrei quem me recebeu foi um professor baixinho, barbudo e muito simpático, totalmente diferente de como um dia eu imaginei um professor de física. Ele me recebeu muito calorosamente, se é que essa seja a palavra certa.
- Entre minha filha - foi logo dizendo em um tom de voz agradável
Fiquei um pouco, sei lá nervosa eu acho, e não me movi então o professor foi até a porta me buscar. Pois as mãos nas minhas costas e começou a empurrar, acho que fazendo uma cara engraçada como se eu fosse muito pesada, e me colocou no meio da sala bem na frente com todos me vendo.
-Vamos filha comece- ele disse, mas não entendi bem o que tinha que fazer.
-Ah, o que?- perguntei meio abobalhada
-A se apresentar, vamos. - naquele momento a ficha caiu. Ele queria mesmo que eu me apresentasse pra toda a sala?
- Nã-não- respondi eu, com certeza fazendo uma cara esquisita por que todos começaram a rir.
-Vamos, qual é? Não achou que ia entrar aqui e não ser forçada a se apresentar para todos os seus novos colegas, achou?
- Na verdade achei. – respondi.
- Que pena, pois bem se não se apresenta, eu faço as perguntas. – estremeci sabia que não vinha coisa boa por aí, e tinha razão.
- Me diga criança qual é a resultante de dois vetores com valores respectivamente doze e cinco que são perpendiculares entre si?
- Treze. Senhor - respondi inconscientemente não queria ter respondido, mas foi automático.
- Bom muito bom. Diga criança. Aonde você estudou ano passado?
- Em casa. - novamente respondi sem consciência, droga por que eu não conseguia mentir pra esse cara, isso estava me irritando.
- Como assim em casa, ninguém pode estudar em casa.
- Na verdade pode. Isso se o seu irmão e tutor é um maluco que trabalha viajando pelo mundo em um barco, e sem querer ofender senhor acho que já respondi perguntas demais a um estranho.
Depois dessa me virei e fui me sentar em uma carteira vazia no fundo da sala, atrás de uma garota que parecia bem legal quando se conhece melhor. Como eu podia dizer aquilo? Não sei só sabia. Notei também que a garota que tinha me recebido de forma nem um pouco “agradável” estava lá, mas nada do garoto que tinha nos defendido aquela manhã, vai ver não estava naquela turma, menos mau, ele não viu a minha apresentação desastrosa.

Rio de Janeiro, segundo dia, 19h21min, barco

Sabe, quando eu entrei na sala hoje de manhã e vi aquele professor maluco de física eu pensei “Puxa! Pelo menos não tem como o dia ficar pior”. Cara como eu estava enganada tinha sim, e foi logo na quarta aula que eu descobri isso. Era aula de geografia, minha matéria preferida, mas com uma professora como à senhora Margarida não tinha como geografia, que costumava ser divertido pra mim, ser assim tão legal. Ela era o tipo de pessoa á quem eu pagaria mil reais pra sumir. Fala sério como uma professora de uns trinta e poucos anos podia ser assim tão mau, além disso, ela tem bigode! Foi o que eu pensei assim que ela entrou na sala, mas acho que pensei alto demais por que todo mundo começou a rir, o que deixou ela mais irritada. Foi à pior aula de geografia que eu já tive que dizer não a pior até que foi divertido. Toda vez que a professora fazia uma pergunta pra sala toda eu meio que respondia tipo automaticamente, não podia fazer nada eu sabia as respostas. Pra minha sorte eu não fazia isso tão alto como eu tinha feito com a história do bigode, mas era alto o suficiente pra garota legal (que eu nem conhecia ainda) ouvir e repetir tudo sem um pingo de vergonha de errar. Como ela fazia aquilo?
- Qual a cidade portuária mais importante dos Estados Unidos? – perguntou a professora Margarida.
- Boston – sussurrei comigo mesma.
- Boston, professora – respondeu a garota a minha frente.
- Muito bem Renata. – ouvi a professora dizer.
E foi isso que eu ouvir pro mais umas quatro ou cinco vezes, pelo menos eu nunca ia esquecer o nome daquela garota, coisa que eu costumo fazer de vez em quando. Mas teve uma vez que a professora cansou daquilo tudo e parou de fazer perguntas, aparentemente elas não eram pra ser respondidas pelos alunos, foi aí que ela notou a minha presença.
- Hum... Vejo que temos uma aluna nova.
- Jura? – ouvir alguém dizer do outro lado da sala.
- Como é o seu nome?
- Mirela – respondi um pouco insegura, não queria outra apresentação humilhante.
- Ok, Mirela nos diga por que mudou de escola?
- Hã... Na verdade não mudei.
- É claro que mudou você é nova aqui não é?
- Sou, mas isso não quer dizer que eu tenha mudado de escola.
- Então o que quer dizer?
- Bom, é que eu não estava em uma escola antes.
- Ah... Então seus pais trabalham viajando e você foi educada em casa?
- É mais ou menos. Meu irmão trabalha, meus pais morreram quando estavam mergulhando no pacifico em busca de um navio que teria afundo naquela região, eram arqueólogos.
- Que pena deve ter sofrido muito.
- É um pouco morreram quando fiz doze anos então o meu irmão começou um projeto que envolvia viajar pelo mundo e eu tive que ir junto, estamos viajando desde então.
- Puxa você não vai à escola desde os doze anos! – a garota que sentava na minha frente disse- Que sorte.
- Nem tanto. – sussurrei para mim mesma, não ir a escola parecia ser uma boa coisa, mas isso por que eles não tinham que passar vinte e quatro horas com o Carlo.
- Tudo bem então pode sentar, e ah Renata quero uma redação sobres o relevo dos três maiores países do mundo, e Mirela pode ajudar ela se quiser já que passou toda aula soprando as respostas pra sua amiga, é só isso por hoje pessoal.
Pois é, é nisso que dá saber todas as respostas de geografia agora aqui estou eu com minha nova amiga Renata que é bem legal e meio “abirobada” no barco. Ainda não conseguimos fazer nada do trabalho, por que ela fica só fazendo perguntas sobre como é a vida em um barco ou quantos países eu já visitei. E eu respondendo com o maior prazer, sabe é legal conversar com alguém da sua idade de vez em quando. Agora só estou esperando o Carlo chegar com alguma coisa pra comer porque eu já meio que cansei de comer peixe, e comida francesa. Eca!

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Sex 16 Abr 2010, 19:16

tá ai mais uma pedaço gente enfim leiam, divirtam-se e comentem

PS: eu notei que algumas pessoas falaram do meio de jeito de narrar... Pois né, é por que tipo assim como é diario é mais direto e como eu percebi é realmente diferente das outras fics daqui, mas enfim espero que gostem e acompanhem....

Bjsss

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  [WM] Morgado em Sex 16 Abr 2010, 22:36

Ok...três comentarios chaves XD
1...Ahh respeito do seu jeito de narrar...eu gostei...é diferente e talz...mas eu realmente gostei^^
2...Historia bem envolvente e realmente interessante...fico aqui a espera dos próximos capítulos^^
3...Eu sou um futuro professor de Física XD...Então..Eu fui chamado de louco ou Nerd (ou os dois XD)...
Mas convenhamos.....Os professores malucos de física são os mais divertidos \o/

Esse 3 foi só uma brincadeira (embora seja verdade....eu curso faculdade de licenciatura em física) mas já estou mais do que acostumado a ser chamado de doido ¬¬ ( não que isso seja uma mentira ¬¬)

Continua escrevendo....Está bem interessante^^
[WM] Morgado
[WM] Morgado
Admin
Admin

Mensagens : 145
Reputação : 4
Data de inscrição : 11/04/2010
Idade : 28
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Dom 18 Abr 2010, 11:13

vlw morgado!!
Hey galera passando por aqui só pra avisar que terça estarei postando mais de Diário..

ps: quem quiser da uma passada no meu blog [link]www.thesaltandsugar.blogspot.com[/link] é esse ai lá tem mais coisa que eu escrevo tipo contos quem passar por favor deixe comentario...
vlw
bjss

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Ter 20 Abr 2010, 17:55

como prometido mais um pedaçinho.....


Rio, terceiro dia (segundo de escola), 7h, super atrasada.

Pois é, eu estou super-atrasada (isso está escrito certo), porém estou aqui escrevendo. Fazendo o que eu sempre faço me atrasando ainda mais, mas dessa vez eu não comecei a me atrasar por estar escrevendo dessa vez à culpa foi do Carlo, foi ele quem começou o dia dizendo que hoje tinha uma surpresa pra mim, eu sou meio sensível com esse negócio de surpresa se me disser que eu vou ter uma não resisto fico querendo saber o que é. E foi nisso que deu ele me dizer que hoje tinha uma surpresa fiquei implorando pra ele me contar, mas ele não contou, e é por isso que eu estou revoltada e agora estou escrevendo aqui me atrasando ainda mais pra escola. O Carlo está aqui tentando me fazer sair do banheiro, grande novidade, mas eu não saio então eu acho que ele desistiu e deve está vindo pelo outro lado do barco pra tentar arrombar a janelinha, mas ele não vai conseguir por que eu coloquei um pedaço de madeira impedindo a abertura da janela, agora ele está lá tentando e tentando já faz uns três minutos, o ombro dele já deve estar doendo de tanto bater em vão então eu acho que vou sair já me atrasei demais e também não quero deixar meu único irmão aleijado. Preciso que ele assine os formulários pra universidade.

Rio, quarto dia, á tarde

Foi a pior surpresa que eu já recebi!

Rio, quinto dia, banheiro de casa ( literalmente)

Tudo bem, foi mal, eu realmente não devia ter passado tanto tempo sem escrever, mas é que a raiva e a alegria( não sei como isso é possível) era tanta que não dava, eu não conseguia começava e não conseguia terminar. Estava totalmente frustrada, não conseguia me concentrar em nada, mas agora acho que já estou melhor, as coisas aos poucos estão se esclarecendo, é melhor eu parar com a enrolarão e começar a contar o que me fez não escrever por tanto tempo.
Ontem depois que terminei de escrever fui pra escola lá foi tudo bem, nada de diferente, eu e a Renata agora somos ótimas amigas e ela me apresentou à outra garota na nossa idade que já era amiga dela antes de mim, mas não prestei muita atenção no nome ainda estava tentando adivinhar qual era a surpresa que o Carlo tinha “preparado” pra mim, mas acho que era alguma coisa com “C” não sei bem, nunca fui boa de lembrar nomes mesmo.
O Carlo foi nos buscar (eu e a Sarah) na escola e nos levou por um caminho, que eu não reconheci. Paramos na frente de um prédio, esse eu reconheci. Era o prédio em que nós morávamos, foi aí que eu comecei a entrar em estado de pânico tinha jurado nunca mais voltar lá, e agora o Carlo me trazia de volta, o que ele estava tentando fazer, meu Deus e se ELE ainda morasse lá. Por que o Carlo estava fazendo isso comigo? Qual é, ele sabia que ELE era a razão dos meus pesadelos nos primeiros três meses de viagem o que ELE tinha feito comigo era totalmente imperdoável, mas lá estava eu depois de tantos anos e de ter jurado nunca mais pôr os pés naquele lugar e tudo novamente por culpa do Carlo.
- Ei Mi você está bem? – o Carlo me perguntou na maior cara de pau.
- Não! – respondi bruscamente – O que é que a gente está fazendo aqui?!
- Nós moramos aqui.
- Não, nós morávamos aqui.
- Vamos lá Mi, vai dizer que não está feliz por está de volta depois de tanto tempo.
- Não, claro que não! Você sabe o que aconteceu aqui e sabe que eu prometi nunca mais voltar!
- Qual é Mi, isso é passado aposto que ele nem lembra mais.
- É, mas eu lembro.
- Tá bom desculpa, mas agora não tem como voltar eu já comprei o apartamento.
- O que?! Você comprou um apartamento AQUI?! – fiz questão de enfatizar o AQUI.
- Foi, e vamos subir logo não agüento mais.
Subi relutante atrás dele, resmungando a cada momento que eu podia paramos no quarto andar, eu não estava acreditando além do mesmo prédio ele comprou um apartamento no mesmo andar só faltava dizer que comprou o 411, nosso antigo apartamento.
- E então ainda moramos no 411? – perguntei de má vontade.
- Não – me senti um pouco mais aliviada – agora moramos no 413 – todo o alívio que eu tinha sentido em menos de um segundo se foi mais rápido ainda. Eu estava com medo, raiva e muita, muita vontade de matar o Carlo. Droga ele tinha comprado o apartamento bem ao lado do DELE, o garoto que mais me fez raiva na vida.
Fiquei lá parada em estado de choque e quando melhorei tive que ficar mais um tempo por que o Carlo não encontrava a chave certa do apartamento, ele sempre anda com um molho de chaves que tem umas quarenta chaves. Enquanto ele estava lá procurado as chaves eu fiquei encostada na parede entre o 413 e o 414 e a Sarah ficou lá parada provavelmente tentando entender o que tinha acontecido nos últimos minutos.
Escutei a chave rodar na fechadura e sai da minha posição inicial, pena que estava enganada o barulho que escutei fora da outra porta, voltei para o meu lugar. Por um momento, por um único momento eu fiquei calma. Depois o pânico começou a ser bombeado pelo meu corpo junto ao sangue. Eu sabia muito bem que era ELE que estava saindo de casa. Só não sabia como eu ia reagir a isso, pior não sabia como ELE ia reagir. Pra minha surpresa não aconteceu nada, talvez ele não tenha me visto, melhor, não tinha me reconhecido, ótimo ia ficar tudo bem, como eu disse ia.
- Ei garoto. – chamou o Carlo.
- O que, eu?
- É Bernardo.
- Como é que você sabe o meu nome?
- Não está me reconhecendo, sou eu. – ELE, fez uma cara de quem não está entendendo nada – Morei no 411 não lembra?
- Nããão! - ele falou fazendo força para lembrar, mas não conseguiu nada - As únicas pessoas que moraram aí – falou apontando para o nosso antigo apartamento - foram uma senhora que sempre me pedia pra descer as escadas com ela, um roqueiro maluco, um cara que fedia a cachaça - comecei a prestar mais atenção queria saber o que falaria sobre mim depois de tudo que aconteceu - ah e um casal esquisito o filho deles morava fora fazia faculdade, eu acho, e eles também tinham uma filha uma garota chata – minha boca abriu, ele não podia está falando de mim – que insistia em me chamar de Ben – droga ele estava falando de mim – isso me irritava al... – ele foi interrompido pelo barulho estridente de chaves caindo no chão. Carlo também percebeu o que, melhor sobre quem, aquele garoto estava falando, mas ele continuava lá parado enquanto o Carlo apanhava as chaves abria a porta e mandava a Sarah entrar com ele, me deixando a vontade pra fazer o que eu quisesse com ELE.
Levantei minha cabeça, que até então tinha ficado abaixada, o rosto molhado pelas lágrimas. Eu tinha partido sem avisar, terminado um namoro inocente de um dia sem dar explicações, ele tinha me mandado um e-mail dizendo que me odiava que nunca mais queria me ver eu tinha prometido não voltar, mas mesmo assim não era motivo pra ele me insultar na frente do meu irmão, tudo bem que ele não tenha me reconhecido eu cresci meu cabelo mudou por causa do Sol, mas poxa ele também cresceu está incrivelmente alto e bonito totalmente diferente do garotinho magro e sardento que eu conheci, mas á quatro anos ele disse que me amava, tudo bem que ele nem sabia o que era amar, nós tínhamos doze anos. E agora ele diz que eu era chata e irritante, ele tinha motivos pra ficar irritado eu fiquei irritada,mas...mas eu não sei o que mais.
- P... por que você está chorando?
- Tem certeza que não sabe?!
- M.. Mire...
- Então ainda lembra o meu nome?!Mesmo depois de tudo o que disse?! – falei gritando e ele ficou lá com cara de “ãhh?”.
- Mi eu não queria...
- Não me chama de Mi! E eu não quero saber mais nada, já ouvi o suficiente.
- Mas...
- Errr... Tchau! – sai e bati a porta, quando ele tentou me seguir.
Entrei em casa e mais uma surpresa, parecia que o Carlo estava mesmo levando a sério a idéia de retomar a vida antiga até os moveis da mamãe, os que faziam você viver uma parte da história a cada cômodo, estavam lá.
- Carlo esses são...
- Os móveis as mamãe? São. – ele falou sorrindo, mas o sorriso habitual, aquele que quer dizer “tudo é perfeito” mas sim o sorriso que ele usava algumas vezes quando não sabia o que fazer, o sorriso que não queria dizer absolutamente nada.
- Então...
- Está lá.
- E o meu quarto qual é?
- O mesmo, primeiro à direita.
Sai da sala como uma bala sai de cano de uma metralhadora ao ser disparada e fui direto para o meu quarto o único lugar da casa onde eu tinha paz.
De fato ela estava lá. A penteadeira do século XVIII da mamãe que ela tinha me dado de presente quando eu nasci, era o meu móvel preferido de toda a casa, olhar novamente pra ela me fez esquecer-se dos problemas e por um instante nos últimos vinte minutos eu me senti feliz, mas só por um instante, depois todos os problemas voltaram e voltaram e voltaram.

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  [WM] Morgado em Ter 20 Abr 2010, 21:19

muito bom ^^
[WM] Morgado
[WM] Morgado
Admin
Admin

Mensagens : 145
Reputação : 4
Data de inscrição : 11/04/2010
Idade : 28
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Bia-chan em Qua 21 Abr 2010, 12:35

pelo o que eu to vendo so o morgado ta acompanhando *chora**

vamos lá genteee!!! Comentem aqui!!!

Bia-chan
Membro
Membro

Mensagens : 10
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  [WM] Morgado em Qua 21 Abr 2010, 12:45

acredito que não...pelo visto eu sou o único com "bastante" tempo pra ler XD
[WM] Morgado
[WM] Morgado
Admin
Admin

Mensagens : 145
Reputação : 4
Data de inscrição : 11/04/2010
Idade : 28
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Novo leitor!

Mensagem  Lucas em Qua 19 Maio 2010, 11:18

Cara, adorei como você escreveu na primeira pessoa!!!! POSTA +!!
Lucas
Lucas
Membro
Membro

Mensagens : 68
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/05/2010

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99963205

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Radamael em Dom 13 Jun 2010, 15:03

Eu sei que estou somente repetindo o que já foi dito, mas não custa frizar...

O estilo é diferente do normal. E isso torna a leitura ainda mais interessante...

Estou esperando por mais postagens!
Radamael
Radamael
Membro
Membro

Mensagens : 73
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC] Diário de Bordo Empty Re: [FIC] Diário de Bordo

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum